segunda-feira, 2 de abril de 2012

Yôga & Slackline


Brincando de Yôgaslacklining na Praia do Sono, Paraty/RJ.

O que tem em comum essas duas práticas?

Respiração, equilíbrio, concentração, força, flexibilidade... e Meditação! Sim!

Quem pratica Yôga começa a treinar meditação a partir de técnicas de concentração e saturação mental.
Quando comecei a treinar o slackline, era uma instabilidade que eu pensei ser impossível se equilibrar ali. Porém, um pouco de determinação e muita auto-superação, logo comecei a atravessar a fita.
Na verdade, sou super amadora nessa prática, mas quando você começa a pegar o espírito da coisa pode-se perceber: é tamanha concentração que a mente silencia e você pode escutar sua essência.

É o mesmo processo do ásana (técnicas corporais do Yôga). Enquanto não se tem a consciência corporal para executar uma posição, você faz mais força do que o necessário, sua musculatura treme, queima, as emoções se abalam e surti uma gama de pensamentos. Mas, com disciplina e constância conquista-se estabilidade na permanência, respiração coordenada, atitude mental e emocional pró-ativas e enfim, consegue-se relaxar... Até mesmo numa posição que exige mais força muscular. Quando chega-se a essa descontração na posição, consegue-se ouvir esse silêncio que invade cada célula do seu corpo.

Como todo esporte, ao meu ver, acaba promovendo uma melhor administração do stress, pois você pára de pensar para se concentrar no que está fazendo agora. É estar presente no momento presente! Se você não se concentra, não pára em cima da fita mesmo!

De fato é um desafio, como qualquer prática que se inicia. No começo parece difícil, mas logo se torna mais acessível e vicia!

Para quem curte Yôga e Slackline aí vai um vídeo muito inspirador:

Marina Engler

2 comentários:

  1. É uma pena não ser acessível na minha cidade!
    Belissima arte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ariana, você pode comprar um slackline pela internet e começar treinando em alguma praça. Eu comecei assim. Só! Auto-didata mesmo, kkkk! Sobe, cai, sobe, cai, sobe, cai... até subir e ficar. Não tinha visto ainda aqui em Bauru quando comprei o meu. Leve a novidade para a sua cidade!

      Excluir